domingo, março 08, 2015

0

Lago Oeste, Hangzhou, China



Com uns incríveis 8 km2 de extensão, o Lago Oeste (Xi Hu) situa-se no coração de Hangzhou e é uma das maiores maravilhas naturais da China. Desde que dele se tem conhecimento que serviu de inspiração a artistas e poetas, impressionados com o perfume das suas flores-de-lótus, com as paisagens idílicas e verdejantes e com as singulares construções das suas margens.

Inicialmente, o Lago Oeste não era mais do que uma ilhota do estuário do rio Qiantang, tendo adquirido o seu aspecto actual com a subida desse rio no século IV. A forte tendência para cheias levou à construção de diques. Um deles, a Passagem Bai, é uma homenagem a Bai Juyi, poeta e governador do século IX, e dá acesso a uma ilha com uma casa de chá e o Museu Provincial. Mas o maior de todos, a Passagem Su, é dedicado ao poeta Su Dongpo e está ligado por um conjunto de seis pontes em pedra.
É possível desfrutar deste incomparável cenário alugando um barco na margem leste do rio ou passeando, a pé, pelas suas margens. Imprescindível será, provavelmente, uma paragem na Ilha Xiaoying, também conhecida como Ilha San Tan Yin Yue. A ilha possui não apenas quatro lagos independentes e diversos pavilhões datados de 1611, como também uma interessante ponte em ziguezague de 1727, chamada de Ponte das Nove Curvas. Nas suas redondezas, avistam-se três pequenos pagodes em pedra, que adquirem um encanto especial nas noites de lua cheia: as suas janelas são cobertas de papel e são acesas velas que reflectem a luz da lua.
Igualmente digna de realce é a beleza do Jardim Huagang, concebido por um eunuco Song para a observação de peixes. Inclui uma série de áreas verdes e lagos com peixes-vermelhos.

Sabia que…

Marco Polo (1254-1324) descreveu Hangzhou como um paraíso e a mais bela cidade do mundo?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...