sábado, novembro 28, 2015

0

Ilha de Nosy Be, Madagáscar

Admirável Mundo


Porque, por mais que viajemos, o mundo não deixa de nos surpreender!

Ilha de Nosy Be, Madagáscar
Nosy Be ou Nossi-bé é uma grande ilha perto da costa noroeste de Madagáscar. Aqui, podemos encontrar lagos vulcânicos, lémures preguiçosos, destilarias de rum e intrincados recifes de coral que imploram para serem explorados. Os admiradores de flora e fauna vão ficar no sétimo céu na bela Reserva da Natureza de Lokobe. Quem adora ouvir música deve ir em maio para participar dos quatro dias do Festival de Música de Donia.

terça-feira, novembro 10, 2015

0

Catedral Kazan - Moscovo, Rússia


Esta pequena catedral é uma réplica da original, demolida em 1936. A sua antecessora foi consagrada em 1637 e continha o ícone da Virgem Kazan. Este ícone era venerado por ter acompanhado o príncipe Dmitriy Pozharskiy durante a sua campanha vitoriosa contra os invasores polacos. Fotografias e plantas pormenorizadas, preservadas pelo arquitecto Pyotr Baranovskiy, serviram para a reconstrução da catedral em 1990-93. Foi novamente consagrada pelo patriarca Aleksey II na presença do presidente Boris Yeltsin e do presidente da Câmara de Moscovo. O ícone da Virgem Kazan que está na catedral é uma cópia, pois o original foi roubado em 1904.

segunda-feira, outubro 26, 2015

0

San Gimignano, a Cidade das Belas Torres, Itália

Admirável Mundo

Porque, por mais que viajemos, o mundo não deixa de nos surpreender!

San Gimignano, Itália
 San Gimignano, a "Cidade das Belas Torres" é uma das cidades medievais toscanas mais bem conservadas. O seu estranho perfil eriça-se de altas torres do século XIII: conservam-se 14 das 76 iniciais. Estas torres sem janelas destinavam-se a servir de fortalezas e de símbolos da riqueza dos seus proprietários.

segunda-feira, setembro 21, 2015

0

O Dia dos Mortos, México

Imagem: Shutterstock

A fiesta mais característica do México é o Dia de Los Muertos onde, de acordo com a crença popular os mortos têm permissão divina para visitar os amigos e os familiares na Terra uma vez por ano – em geral, acredita-se que os espíritos das crianças chegam a 1 de novembro e os adultos a 2 de novembro. No dia 2, os mortos partem até ao ano seguinte.

segunda-feira, julho 13, 2015

0

Mývatn, Islândia

Região de Mývatn
Fonte: Guide to Iceland

A área que envolve o lago de Mývatn (pronuncia-se mee-vaht) é considerada como, talvez, a mais bonita, mas também, a mais catastrófica de toda a Islândia. Isto porque (e começando pelo fim) nesta zona encontramos autênticos espectáculos do fogo da Islândia. As pseudo-crateras de Skutusstadir e as construções de basalto e magma petrificados de Dimmuborgir (onde se tem a certeza de que habitam elfos) contribuem para um cenário teatral e magnífico.

domingo, julho 12, 2015

0

Dimmuborgir, Islândia

Dimmuborgir
Fonte: The Morning March

Em Mývatn, deparamo-nos com um interessante labirinto de formações de lava petrificado intitulado Dimmuborgir. O nome significa “castelos brilhantes” e estas construções dramáticas transportam-nos para um mundo de contos de fadas pois assemelham-se a ruínas de um castelo - talvez seja por isso que se crê que elfos habitam neste local. 

sábado, julho 11, 2015

0

Monte Fuji, Japão


Considerado como uma das mais belas montanhas do mundo, tem uma altura de 3.775 metros e localiza-se no sudoeste de Tóquio (a aproximadamente 100 km da cidade). Fujiyama, seu nome completo, significa “a montanha que nunca morre”. Juntamente com o Monte Tate e o Monte Haku, integra o grupo das “Três Montanhas Sagradas“ do Japão e os budistas consideram-no a porta de entrada para um novo mundo. Em japonês, diz-se Fuji-san.

Esta montanha não é, contudo, apenas uma montanha; é, também, um vulcão adormecido há mais de 300 anos que serviu (e continua a servir) como fonte de inspiração, na forma de poema, romance, pintura ou fotografia, para diversos autores desenvolverem a sua arte.

sexta-feira, julho 10, 2015

1

Ushuaia, o portal para a Antártida

Ushuaia
Fonte: Freestyle Adventure Travel

Envolvida pela neblina do amanhecer e decorada pelas fogueiras do povo nativo, a costa desconhecida da Ilha do Fogo foi, há cerca de 500 anos atrás, avistada por um grupo de exploradores que lhe concedeu esse nome.

Nesta mística ilha localizada na Argentina encontramos a cidade mais austral do mundo – Ushuaia, conhecida como o “Fim do Mundo” por ser a cidade localizada mais a sul no Mundo. O seu nome significa “baía que observa o oeste”, na língua yámana. Encontramo-la no Estreito (ou Canal) de Beagle, que separa as ilhas do extremo sul do continente da Terra do Fogo, no extremo sul da América do Sul, e demarca a fronteira entre o Chile e a Argentina. 

terça-feira, julho 07, 2015

0

O novo (e fenomenal) aeroporto da Coreia do Norte

No mês passado, a capital norte-coreana Pyongyang abriu as portas ao novo aeroporto do país: o Aeroporto Internacional de Sunan.

O novo aeroporto internacional vem substituir o antigo edifício, que data do princípio da Guerra Fria. Para já, os detalhes são poucos, mas a agência de comunicação estatal da Coreia do Norte já revelou algumas fotografias do novo espaço.

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, faz uma visita guiada às novas instalações do aeroporto.

sexta-feira, junho 26, 2015

0

Cascatas da Islândia

Em terras de gelo e fogo, de ancestrais viquingues e de uma natureza luxuriosa

Svartifoss

Quando a temperatura sobe, a etérea paisagem de gelo característica da Islândia transforma-se num majestoso espectáculo de quedas de água. Conheça as mais incríveis cascatas da Islândia.

quinta-feira, junho 25, 2015

0

A “Boca do Inferno”, São Tomé e Príncipe

Fonte: Bill's Excellent Adventures

Conta a lenda que um dos barões da roça de Água Izé era tão malvado que, quando queria viajar a Lisboa, montava o seu cavalo, dirigia-se ao canal da Boca do Inferno, perto da roça, e saltava para o mar. O mar teria uma ligação à capital portuguesa e o barão surgiria pouco tempo depois no seu destino.

quarta-feira, junho 24, 2015

0

Golden Circle (Círculo Dourado), Islândia

É chamado de círculo mas tem, na realidade, o formato de um triângulo que passa por Thingvellir, Geysir e Gullfoss. O Golden Circle é a excursão turística mais procurada (e, diga-se, imperdível) da Islândia em que estão presentes os três elementos: água, fogo e terra. Demora 8 horas a ser realizada na íntegra, num percurso de 300 quilómetros, em são, essencialmente, visitados três lugares.

Parque Nacional Thingvellir

Placas tectónicas americana e euroasiática no Parque Nacional Thingvellir

terça-feira, junho 23, 2015

0

Praia da Jalé, São Tomé e Príncipe: um santuário ecológico

É preciso percorrer um longo e penoso caminho em terra batida até chegar à belíssima Praia da Jalé mas, quando finalmente se alcança este local onde as tartarugas escolhem desovar, é fácil compreender por que é que é difícil lá chegar; afinal de contas, não se encontra o paraíso facilmente.

Tartaruga
Fonte: ATM

Encontramos o Jalé Ecolodge perto do Parque Natural Obô de São Tomé, próximo à linha imaginária do equador, numa área que integra vários ecossistemas.

segunda-feira, junho 22, 2015

0

As roças de São Tomé e Príncipe

As roças de São Tomé e Príncipe assumiram-se como as bases da economia das ilhas até à sua independência, em 1975.

A palavra “roça” é usada para referir a estrutura de exploração do cacau e do café mas, não só; é também símbolo do modelo de expansão e penetração no território dessa estrutura.

Cacau

terça-feira, junho 16, 2015

0

Guia de boas práticas na cultura japonesa

Gueixa

O Japão é dos países que mais marcam aqueles que o visitam e que permanece na memória como um dos lugares a voltar a visitar. É impossível ver tudo numa só viagem mas não é impossível ser contagiado por toda a magia que envolve este distinto país. A forma de ser, de estar, de encarar a vida dos japoneses é incomparável.

Apesar de ser agora mais fácil alcançar lugares como o Japão, ainda não é clara a forma como conseguiremos adaptar-nos ao país. O comportamento do povo japonês é muito diferente do português e há que ter em conta determinados costumes e atitudes para facilitar a comunicação e a nossa integração no país.

Portanto… como é que nos devemos comportar?

segunda-feira, junho 15, 2015

0

Mar Morto


No meio da poeira típica dos desertos do Meio Oriente, em contraste com o amarelo torrado da areia e das montanhas circundantes, descobrimos um oásis de um tom azul claro que encanta aqueles que o observam.

Esse oásis é real e tem o nome de Mar Morto, que é, na realidade, um grande lago de água extremamente salgada que se encontra no Médio Oriente, mais precisamente entre os territórios de Israel, Palestina e Jordânia. Localizado a 427 metros abaixo do nível do mar, é o ponto mais baixo do planeta.

domingo, junho 14, 2015

0

As Maravilhas de Isfahan, Irão


O Maydan-e Shah 

Praça Maydan-e Shah com vista para a Mesquita do Imam

A Praça Real de Isfahan é um monumento representativo da vida sociocultural da Pérsia do período safávido (até 1722).

O Shah da dinastia iraniana dos Safávidos, Abbas, que reinou desde 1587 até 1628, escolheu Isfahan como a sua capital e decidiu remodelá-la e embelezá-la a rigor. No centro da cidade foi construída uma Praça Real (conhecida como Maydan-e Shah) que foi considerada tão majestosa que foi apelidada de “A Imagem do Mundo”. 

sábado, junho 13, 2015

0

O Relógio Astronómico de Praga


A todas as horas, multidões juntam-se diante do relógio astronómico da Câmara Municipal de Praga para observar as figuras alegóricas que dão ritmo a pequenos momentos do dia e da noite.

terça-feira, junho 09, 2015

0

Animais da Austrália

Coala

Será relevante mencionar os animais que existem na Austrália? Serão assim tantas espécies? Tão diferentes das dos outros países?

Bem, a Austrália tem mais de 378 espécies de mamíferos, 828 de pássaros, 4.000 de peixes, 300 de lagartos, 140 de cobras, duas espécies de crocodilos e cerca de 50 tipos de mamíferos marinhos. Além disso, mais de 80% das plantas, mamíferos, répteis e sapos que vivem no país são exclusivos da Austrália e não são encontrados em nenhum outro lugar. Portanto, a resposta é… Sim.

segunda-feira, junho 08, 2015

0

Aung San Suu Kyi

Fonte: Tibet Sun

Os viajantes que se atrevem a escolher a República de Myanmar, antiga Birmânia, como destino da sua viagem, certamente conhecem a história de Aung San Suu Kyi, a ativista birmanesa que se opôs ao governo do seu país e sofreu largos anos de prisão e exílio.

Tudo começou quando San Suu Kyi regressou a Myanmar para cuidar da sua mãe, em 1988, anos depois de ter saído do país para estudar, e se deparou com uma revolta popular contra o governo ditador de U Ne Win.

domingo, junho 07, 2015

0

“Cemitério Alegre” de Sapanta, Roménia



Localizado na região de Sapanta, próximo da fronteira com a Ucrânia, encontra-se um dos lugares mais inusitados da Roménia: o cemitério “mais alegre” do mundo.

O Cimitirului Vesel (ou Cemitério Alegre) é um cemitério como qualquer outro, excepto numa pequena particularidade: o facto de as lápides de cada campa serem representativas da vida dos que ali foram enterrados e contarem a sua história através de imagens coloridas e frases poéticas.

sábado, junho 06, 2015

0

A cidade chinesa de Nova Iorque, EUA

Fonte: Booms Beat

Da Broadway a Canal Street, de Bowery a Worth Street, nas ruas de Manhattan, Nova Iorque, encontramos um bairro de comércio intenso e múltiplos restaurantes de cozinha oriental chamado Chinatown.

Aqui vivem e trabalham cerca de 150.000 chineses que se espalham por uma dúzia de quarteirões feitos de ruas estreitas e prédios velhos de tijolo ladeados por escadas de emergência ferrugentas. Parece uma cidade triste ou monótona, certo? Muito pelo contrário! O comércio enérgico, a movimentação apressada dos habitantes, o aroma dos restaurantes e as luzes coloridas das lojas conferem uma vida sem igual a este cenário que à partida seria cinzento.

sexta-feira, março 20, 2015

0

A Porta Pile de Dubrovnik, Croácia




Qualquer visita a Dubrovnik começa obrigatoriamente na Porta Pile, um incrível portão datado de 1537, altura em que se ampliou o fosso (hoje transformado em jardim). Como, originalmente, a Porta Pile servia para proteger a cidade dos invasores e monitorizar o comércio, a sua travessia conduz-nos invariavelmente a imaginar aquela ponte levadiça a erguer-se para fechar o portão e a chave a ser entregue ao príncipe, tal como acontecia há tantos séculos atrás.

quinta-feira, março 19, 2015

0

O Palácio Real de Budapeste, Hungria




Perto de um portão ornamental datado de 1903, que liga a escadaria dos Habsburgos ao Palácio Real de Budapeste, existe uma escultura de bronze do mítico pássaro turul, guardião do palácio. A sua protecção não foi, contudo, suficiente para impedir que o monumento fosse destruído e reerguido numerosas vezes. As alterações foram tantas e tão profundas que, hoje em dia, não se sabe sequer o sítio exacto do início da construção. Só se sabe que foi perto da Igreja Mátyás e que o seu mentor foi o rei Béla IV (1235-1270).

quarta-feira, março 18, 2015

0

Lago Ohrid, Macedónia




Localizado na parte oeste da Macedónia, o Lago Ohrid é um dos mais antigos do mundo, já que o seu aparecimento remonta a dois, três ou talvez quatro milhões de anos. As suas límpidas águas, que se estendem por uma área de 348 km2 e atingem uma profundidade máxima de 268 metros, são cercadas por três montanhas: Galičica, Jablanica e Mokra Planina. O lago está situado 695 metros acima do nível do mar.

terça-feira, março 17, 2015

0

Catedral de S. Martin, Bratislava, Eslováquia


Ocupando a antiga posição de um templo românico do século XIV, a Catedral de S. Martin, em Bratislava (Eslováquia), foi o palco da coroação de 11 reis e oito rainhas húngaras entre os anos de 1563 e 1830. Hoje em dia, é possível recriar a rota de coroação, que se iniciava na catedral e percorria todo o centro histórico, seguindo as coroas douradas incrustadas no pavimento.

domingo, março 15, 2015

0

O castelo e o herói de Kruja, Albânia




Kruja é o nome de uma encantadora cidade do oeste da Albânia, alcandorada numa montanha de grande declive junto ao mar Adriático. O seu passado está intimamente ligado à história do herói nacional Gjergj Kastrioti Skanderbeg, que fez de Kruja o seu refúgio a partir de 1444. Ao longo de 25 anos sucessivos, Skanderbeg defendeu o país, a sua liberdade e a sua independência, face ao ataque otomano sobre toda a civilização europeia.

sábado, março 14, 2015

0

O Hofburg de Viena, Áustria




Quem viaje até Viena não deve abdicar, de maneira nenhuma, da visita ao Palácio Imperial. O vasto complexo de Hofburg é formado pelos antigos aposentos imperiais, por diversos museus com mais de duas dúzias de colecções de renome internacional, por uma capela, uma igreja, pela Biblioteca Nacional, pela Escola de Equitação Espanhola e por várias repartições da presidência da Áustria. Too much

sexta-feira, março 13, 2015

0

Ilha dos Museus, Berlim, Alemanha




A extensa e emblemática Ilha dos Museus (Museumsinsel), localizada nos afluentes do rio Spree, testemunhou o nascimento da cidade de Berlim. Ali surgiram, em princípios do século XIII, as primeiras construções de uma povoação chamada Cölln, com características puramente góticas. Já de Berlim só se ouviria falar alguns anos mais tarde, em 1244.

Todo e qualquer indício da existência de Cölln desapareceu quando a ilha se viu completamente transformada com a construção do palácio dos eleitores de Brandenburg (1470). Este palácio foi primeiramente convertido num palácio real e, mais tarde, num palácio imperial, que, na língua alemã, se designava Stadtschloss. Escavações recentemente realizadas na Schlossplatz deixaram a descoberto as adegas do já destruído Stadtschloss.

A ilha foi arrasada em 1950, mas, felizmente, restam muitos importantes edifícios na sua zona norte, incluindo a imponente Catedral de Berlim (Berliner Dom) e o conjunto de museus que dão à ilha o seu nome actual. Entre outros, são eles o Museu Pergamon (que, baseado no Altar de Pérgamo, é conhecido pela sua colecção de objectos da antiguidade clássica e é anualmente visitado por quase um milhão de pessoas de todo o mundo), o Altes Museum, o Neues Museum, a Alte Nationalgalerie e o Museu Bode.

 

Na Ilha dos Museus também encontramos o belo Lustgarden. A taça de 70 toneladas, lá instalada desde 1828, chegou a ser a maior do mundo.

quinta-feira, março 12, 2015

0

A Basílica e o Convento de S. Jorge, Praga, República Checa



Visto que a construção da igreja de S. Jorge foi iniciada antes do ano 920 d.C., durante o reinado do príncipe Vratislau, é lícito afirmar que esta constitui o mais velho elemento do complexo do castelo de Praga. Juntamente com o convento de S. Jorge, a basílica era, na Idade Média, o mais acarinhado edifício da zona, onde se realizavam todos os eventos relevantes.

terça-feira, março 10, 2015

0

Zytglogge, a torre do relógio de Berna, Suíça



Datados de 1405, a torre do Zytglogge (“relógio do tempo” no dialecto suíço-alemão) e o seu sino de 1,4 toneladas comemoram, este ano, o seu 610º aniversário. E, ao longo de todos esses séculos, nunca o relógio falhou uma batida.
Quatro minutos antes de cada uma, apronte-se. É aí que diversas figuras do século XVI, entre as quais galos, bobos da corte e ursos dançantes, saem da parte oriental do relógio e encetam um desfile que entretém os passantes ao mais alto nível. Esta foi uma criação de Caspar Brunner e assume-se como o espectáculo mais antigo da cidade.

domingo, março 08, 2015

0

Lago Oeste, Hangzhou, China



Com uns incríveis 8 km2 de extensão, o Lago Oeste (Xi Hu) situa-se no coração de Hangzhou e é uma das maiores maravilhas naturais da China. Desde que dele se tem conhecimento que serviu de inspiração a artistas e poetas, impressionados com o perfume das suas flores-de-lótus, com as paisagens idílicas e verdejantes e com as singulares construções das suas margens.

sábado, março 07, 2015

0

Bairro Holandês (Holländisches Viertel), Potsdam, Alemanha


O centro histórico de Potsdam, essa cidade tão alemã, tem também um pouquinho de holandês. Na Mittelstraße, deparamo-nos com mais de uma centena de casas de tijolo vermelho e estuque, com dois andares, bem ao estilo barroco. Está curioso(a) para saber de onde veio este conjunto singular? O nome Holländisches Viertel (ou “bairro holandês”) diz-lhe alguma coisa?

sexta-feira, março 06, 2015

0

O trampolim olímpico de Innsbruck, Áustria




Embora não seja muito conhecido entre os mais desligados do desporto, o trampolim olímpico de Bergisel (Innsbruck, Áustria) assume uma elevada importância nessa área enquanto palco da terceira das quatro competições que compõem o anual Vierschanzentournee ou, em português, o Torneio dos Quatro Trampolins. Na verdade, é também um dos símbolos de Innsbruck mais acarinhados pelos seus habitantes, tendo-se tornado, desde a sua inauguração (já no século XXI) um dos lugares turisticamente mais visitados da região do Tirol.

quarta-feira, março 04, 2015

0

Mole Antonelliana, Turim, Itália: símbolo de uma época áurea, dedica-se hoje à 7.ª arte




No alto dos seus 167 metros, a Mole Antonelliana domina a cidade de Turim. Na altura em que foi construída (século XIX), era o edifício mais alto do mundo. Actualmente, apesar de já ter sido ultrapassada por muitos monumentos a nível mundial, continua a ser símbolo de um ideal, de uma cidade industrial e até mesmo da unidade italiana.

domingo, março 01, 2015

0

O Jet d’Eau (jacto de água) de Genebra, Suíça




É a fonte mais potente da Europa. É o maior jacto de água do mundo. O Jet d’Eau, isolado num cais na margem sul do lago Léman, em Genebra, deixa qualquer um estupefacto com os seus 140 metros de altura, o seu débito de 500 litros por segundo e uma velocidade de 200 km/h.

quarta-feira, fevereiro 25, 2015

0

Parque Terra Nostra, S. Miguel (Açores), Portugal




Uma das maiores preciosidades do Vale das Furnas, na ilha açoriana de S. Miguel, é um jardim com 12,5 hectares e mais de duzentos anos. Com a sua idade, o Parque Terra Nostra já viu mais do que qualquer ser humano e foi objecto do carinho e da dedicação das várias famílias que já o tiveram sob a sua alçada. Foi, precisamente, essa dedicação que fez dele o paraíso natural que é hoje, uma sucessão de deslumbrantes cenários: lagos, fontes termais, plantas trazidas um pouco de todo o mundo e flores de um exotismo só.

sexta-feira, fevereiro 20, 2015

0

Atomium, Bruxelas, Bélgica: lazer no interior de um átomo



Construído para a Exposição Universal de Bruxelas, em 1958, o Atomium acabaria por se afirmar como uma das mais notáveis estruturas da capital belga. Mantê-lo indefinidamente erguido no Bruparck não era, de todo, o objectivo inicial, mas a receptividade do público foi de tal ordem que o investimento se provou acertado.

sábado, fevereiro 14, 2015

0

O Palio de Siena, Itália: acção, rivalidade e entretenimento levados ao limite


Sejam bem-vindos ao maior e mais emocionante festival da Toscânia. O Palio de Siena, realizado de dois em dois anos sempre nas mesmas datas (2 de julho e 16 de agosto) e no mesmo sítio (na célebre Piazza del Campo), vale, na verdade, mais pelo pré e pós-evento do que pelas corridas de cavalos em si, que duram uns meros 90 segundos cada. Venha daí descobrir porquê!
0

Évzones ou os guardiões do Túmulo do Soldado Desconhecido, Atenas, Grécia


Antes de servir de sede ao Parlamento Grego, o edifício Voulí era um palácio real da autoria do arquitecto bávaro Von Gartner. E o Túmulo do Soldado Desconhecido, inaugurado em 1932, no Dia da Independência Nacional, é uma homenagem a todos os homens que morreram ao serviço do seu país. Tais preciosidades da Praça Sýntagma, em Atenas, merecem pois ser guardadas por um corpo de soldados altamente treinado, escolhidos a dedo no exército grego.

segunda-feira, janeiro 26, 2015

0

O parque floral de Keukenhof, Holanda: o paraíso dos amantes de flores




Agora que a Primavera está aí à porta, achamos que era a altura ideal para lhe fazer este convite: venha connosco até Keukenhof, o maior jardim de flores do mundo.

quarta-feira, janeiro 14, 2015

0

O mistério por resolver das Linhas de Nazca, Peru

Linhas de Nazca – são cerca de 500 quilómetros de linhas geométricas e traçadas na perfeição, ao longo das Pampas de San José, no Peru, que formam gigantescos desenhos de animais marinhos, aves, macacos e outros seres e objectos mais difíceis de identificar. Com os pés bem assentes no chão, é impossível vislumbrá-las correctamente. É preciso sobrevoá-las, a centenas de metros de altura, para termos alguma noção da dimensão e do encanto deste fenómeno.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...