sábado, julho 19, 2014

0

Fortaleza de Pedro e Paulo, São Petersburgo, Rússia

Ao meio-dia em ponto, ressoa o disparo de um canhão do bastião Naryshkin. A tradição, apenas interrompida entre a Revolução e o ano de 1957, é cumprida religiosamente na famosa Fortaleza de Pedro e Paulo, em São Petersburgo. Mas comecemos pelo início, por 1703, ano em que Pedro o Grande fundava a fortaleza e, com esta, a própria cidade. O monumento, feito originalmente em madeira, só foi reconstruído em pedra alguns anos mais tarde, por Domenico Trezzini.

A criação de Pedro que desgraçou o seu filho

A Fortaleza de Pedro e Paulo está inevitavelmente ligada a histórias de sofrimento, por um par principal de motivos: em primeiro lugar, porque, durante a sua construção, morreram centenas de homens; e, em segundo, porque a fortaleza funcionou durante quase 200 anos (entre 1720 e 1917) como uma prisão política, onde ficaram encarceradas inúmeras personalidades, tais como Alexis, filho de Pedro. A Casa do Comandante, belo exemplar barroco que é, hoje, um museu de história local, serviu neste período para interrogar e julgar os prisioneiros.

Os lugares mais interessantes a visitar na fortaleza são as antigas celas dos prisioneiros, um certo número de museus e a catedral, onde se encontram os túmulos da família Románov. Do mesmo modo, a capela funerária dos grandes duques alberga os restos mortais de duques fuzilados pelos bolcheviques em 1919.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...