domingo, junho 15, 2014

0

Bahia, um estado subversivo


Que a Bahia, no nordeste do Brasil, é um gigantesco estado com uma área e uma população bem mais vastas do que as portuguesas, todos sabemos. Mas qual é o seu passado? E que papel é que os colonos portugueses desempenharam neste?

A Bahia foi a primeira região a ser avistada por Pedro Álvares Cabral, em 1500, e visitada por Américo Vespúcio, ao serviço de Portugal, em 1501. Ao princípio, a relação entre os colonos e os indígenas, coordenada por Diogo Álvares, era excelente, tendo inclusivamente permitido o desenvolvimento de certas indústrias e das culturas de cana-de-açúcar, do tabaco e do algodão. Contudo, este período foi sucedido por um outro em que o donatário nomeado por D. João III, Francisco Pereira Coutinho, humilhou os indígenas de forma constante, o que culminou na sua revolta e no cerco dos portugueses em Porto Seguro.

Mais tarde, o congelamento do preço do açúcar por Portugal esteve na origem de um clima de descontentamento e numa série de revoltas independentistas, como a dos Alfaiates, em 1798. As medidas repressivas então aplicadas pelo brigadeiro português Madeira e Melo não impediram, em 1822, a proclamação da independência, em grande medida incentivada pelo desassossego da Bahia. A sua guerra, no entanto, durou ainda mais dois anos, até ao momento em que Madeira e Melo foi definitivamente derrotado por Pedro Labatut e Lord Cochrane.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...