domingo, junho 01, 2014

0

A Ponte Velha de Mostar, Bósnia Herzegovina

 
A Ponte Velha de Mostar forma, juntamente com a sua magnífica envolvência, o postal turístico da Bósnia Herzegovina e a mais bela paisagem de toda a região do rio Neretva, desde a nascente até ao mar Adriático. Mas a sua importância é igualmente política: é um símbolo da resistência da cidade, graças ao facto de se ter mantido firme em face de quatro investidas dos venezianos. Simplicidade, harmonia, história e mestria arquitectónica conjugam-se neste monumento para o tornar famoso na Europa e no mundo.

Apesar dos seus quase 30 metros de comprimento, a Ponte Velha de Mostar é suportada por um único arco de pedra, o que, dada a tecnologia disponível na altura em que foi construída, é visto como um verdadeiro feito. Não é pois de admirar que a ponte seja, não raras vezes, considerada a obra-prima da arquitectura otomana. A sua pedra fundamental foi disposta a 24 de Outubro de 1557, por ordem do sultão Solimão, o Magnífico, com vista a substituir a velha ponte de madeira que, anterior ainda à invasão turca, ocupava aquele lugar.

Esta ponte de madeira foi usada pelos turcos durante alguns anos, mas, em inícios do século XVI, o seu intenso estado de degradação levou a população de Mostar a reivindicar junto de Istambul a edificação de uma nova, num material de maior qualidade. A pedra utilizada na Ponte Velha, chamada tenelija, veio directamente da pedreira de Mukosa, cerca de 5 km a sul de Mostar, e de Dubrovnik e Popovo Polje vieram também os mais conceituados construtores e maçons da época para dar o seu contributo à construção. O desenho era da autoria de Hajrudin, pupilo de Sinan, o mais famoso arquitecto turco do século XVI.

A Ponte Velha ficou concluída em Julho ou Agosto de 1566, tornando possível a circulação na zona mais estreita do desfiladeiro Neretva. Em seu torno desenvolver-se-iam posteriormente a cidade e o respectivo centro histórico, de tal maneira em conformidade com o monumento que, até à actualidade, os vários elementos formam um todo mais do que harmonioso. Na verdade, a ponte foi destruída durante a Guerra da Bósnia, no dia 9 de Novembro de 1993. Mas, em virtude do financiamento da UNESCO, foi fielmente reconstruída. Abriu ao público em 2004 e, um ano mais tarde, entrou para a lista de Património da Humanidade dessa instituição.


Sabia que…

… na pedra angular da margem esquerda, a Ponte de Mostar exibe a inscrição “Kudret Kemeri”, que, em árabe, significa “força da água”?
… o acesso à ponte esteve temporariamente impedido no século XIX, porque duas famílias em conflito se recusavam a tratar os campos à sua volta?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...