domingo, março 16, 2014

0

A casa de Julieta - a permanente dúvida de Verona

Casa de Julieta, Verona

O n.º 27 da Via Cappello, em Verona, é-lhe familiar? E se dissermos que está ligado a uma das maiores histórias de amor de todos os tempos? Sim, isso mesmo. É a Casa de Julieta e foi daquele balcão que a jovem Capuleto ouviu Romeu declarar-se – ou então não, se considerarmos que o balcão só lá foi acrescentado no século XX. Mas que interessa esse “pormenor” aos milhares de românticos inveterados que todos os anos deixam as suas desesperadas cartas de amor na parede daquela casa?

Conta-se que Romeu subiu ao balcão para estar junto de Julieta, o que também é “ligeiramente” inverosímil, visto que o balcão, de tão pequeno, dificilmente suportaria duas pessoas. O único facto que bate (mais ou menos) certo nesta história é o de a Casa de Julieta ser uma pensão do século XIII pertencente à família Dal Cappello, um nome que se assemelha a Capuleto. De resto, o que vale realmente é a fé, a imaginação e o poder de uma história de amor que, apesar do seu final trágico, faz intimamente parte da cultura ocidental.

No interior da casa, os viajantes podem passear pelos seus vários andares e visitar um pequeno museu. E, no pátio, encontra-se a famosa escultura em bronze de Julieta, em cujo seio direito se coloca a mão para se obter boa sorte. Os mais apaixonados pela saga shakespeariana não perdem ainda a passagem pela Casa de Romeu, a poucas ruas de distância, na Via Arche Scaligere. Sabem que chegaram ao sítio certo quando lêem na fachada a frase que torna imortal a história dos dois jovens: O Romeo, Romeo! Wherefore art thou Romeo?


Sabia que…

… “Romeu e Julieta” não foi originalmente escrito por William Shakespeare, mas por Luigi da Porto de Vicenza em 1520?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...