quarta-feira, julho 11, 2012

0

O Alfabeto Islandês

O islandês é considerado a mais conservadora das línguas escandinavas, representando um caso único de continuidade linguística. O isolamento geográfico, somado a altas taxas de alfabetização na ilha desde o século XIII contribuíram para a estabilidade do idioma.
O alfabeto islandês tem a sua origem no alfabeto romano, usado no mundo ocidental e introduzido pelo cristianismo por volta do ano 1000, acrescido por alguns símbolos próprios, influencia das runas. As runas são uma antiga forma de escrita da Europa do Norte. A influência no islandês, consiste nos acentos colocados sobre as vogais e em letras como o o “Þ þ”, o “Ð ð” e o “Æ æ.
Já agora, A versão escandinava das runas, é conhecida como Futhark (derivado das suas primeiras seis letras: 'F', 'U' 'Th', 'A', 'R', e 'K'), e a versão anglo-saxónica conhecida como Futhorc (o nome também tem origem nas primeiras letras deste alfabeto).

O alfabeto Islandês 

O alfabeto islandês completo tem 32 letras, sendo as vogais com acentos consideradas letras separadas.
Para que possam notar as diferenças, vou colocar 2 nomes usuais aqui na Islândia. Primeiro, escrito no alfabeto ocidental usual e posteriormente escrito no alfabeto islandês, onde se poderá notar a influência dos caracteres tradicionais das runas (utilizadas na ilha até à cristianização).
Gudmundur Agust Johannsson - alfabeto ocidental usual
Guðmundur Ágúst Jóhannsson - alfabeto islandês

Odinn Aegir Thorsson - alfabeto ocidental usual
Óðinn Ægir Þórsson – alfabeto islandês
De seguida, apresento-vos um link onde poderão ver os caracteres das runas equivalentes ao alfabeto islandês, bem como a pronunciação das vogais em islandês.


Autor: Ivo Gabriel, Guia PLV por Terras do Gelo e do Fogo

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...