segunda-feira, setembro 30, 2013

0

A criação de abelhas da Ópera Garnier de Paris


A Ópera Garnier de Paris esconde mais do que um fantasma nos seus labirintos subterrâneos. Lá em cima, no telhado, esconde-se também um apiário, que, lá por não estar acessível aos turistas, produz o mel que é vendido por uma quantia exorbitante na loja de souvenirs. Quem é que se lembraria de criar abelhas no topo de um dos monumentos mais visitados da cidade de Paris? E o mais importante de tudo: porquê?

domingo, setembro 29, 2013

0

Estádio Nacional de Pequim ou “Ninho de Pássaro”, China

Estádio Nacional de Pequim ou “Ninho de Pássaro”, China
Está recordado dos Jogos Olímpicos de 2008? Há algo que lhe tenha despertado especialmente a atenção? Provavelmente foi o Estádio Nacional de Pequim, desenhado e construído de propósito para a ocasião. Mas não pelas deslumbrantes cerimónias de abertura e encerramento, nem pelos recordes que atletas mundialmente famosos ali bateram. Antes pelo seu design insólito, que mais relembra um ninho entreaberto do que um palco de eventos desportivos.

sábado, setembro 28, 2013

0

Amesterdão Londres sem escalas a partir de 2016

A Eurostar, a empresa de caminhos de ferro que  faz viagens pela Europa, anunciou ontem (27 Set.) que a partir de dezembro de 2016 fará viagens que ligarão Londres a Amesterdão sem escalas.

Atualmente, o viajante que queira ir de comboio de destino ao outro tem que fazer escala em Bruxelas o que aumenta consideravelmente o tempo de viagem. Com o novo serviço, o percurso terá cerca de quatro horas, uma a menos que o atual.

O preço oficial da passagem ainda não foi divulgado, mas deve rondar os 99 euros segundo revelou a companhia ao jornal britânico "Telegraph".

O trajeto entre a capital britânica e a cidade holandesa é uma das rotas mais populares da Europa, com cerca de 3 milhões de passageiros de avião por ano.

Segundo a Eurostar, a ideia desta iniciativa é competir com as companhias aéreas low cost, atraindo mais gente para as viagens por terra.

Fonte: Business Traveller

sexta-feira, setembro 27, 2013

0

As três grandes atracções de Hyde Park, Londres, Inglaterra

Hyde Park, Londres
Longe vão os tempos em que Hyde Park era a coutada de Henrique VIII. Actualmente, embora ainda pertença à coroa britânica, os seus 136 hectares estão abertos ao grande público, londrino e estrangeiro, que ali se desloca para dar um passeio de barco ou nadar no lago Serpentine, andar a cavalo em Rotten Row ou até assistir a concertos num palco que já foi pisado por celebridades como Mick Jagger e Luciano Pavarotti. Mas essas não são as atracções mais invulgares de Hyde Park. Quem as conhece?

quinta-feira, setembro 26, 2013

0

As cidades mais honestas do mundo - o teste da carteira perdida

O teste da carteira perdida

Quais são as cidades mais (e menos) honestos do mundo? A Reader's Digest (RD) realizou uma experiência a nível global, para nos dar a resposta.
Pois é... Uma equipa de repórteres da RD "perdeu" 12 carteiras em cada uma das 16 cidades escolhidas. A missão era deixar carteiras em parques, shoppings e passeios e depois esperar para ver o que acontecia. Helsínquia, na Finlândia, mostrou-se a mais honesta entre as cidades visitadas: das 12 carteiras esquecidas propositadamente, 11 foram devolvidas intactas.
Já se perdermos a carteira em Lisboa tudo indica que ela nunca será recuperada, já que apenas uma das 12 carteiras deixadas na cidade foi devolvida. E vale ressaltar que ela não foi encontrada por portugueses e sim por um casal de turistas holandeses.
Cada uma das carteiras usadas na experiência continha o equivalente a 50 dólares, cartões-de-visita, uma fotografia de família, papéis que indicassem nome completo e telefone do proprietário e números de telemóvel.
As instruções que os repórteres tinham eram simplesmente largar as carteiras em diferentes pontos da cidade. "Depois esperamos para ver o que acontecia", acrescentou um deles.
Em Budapeste, onde oito entre as 12 carteiras foram devolvidas, a equipa de reportagem viu uma mulher na casa dos 60 anos abrir uma das carteiras "perdidas" e entrar num prédio. "Nós nunca mais tivemos notícias dela", contaram eles.

A desmistificação...

De uma forma geral, os resultados demonstraram que as cidades grandes e com um ritmo de vida frenético podem ser injustamente encaradas como lugares propícios à desonestidade. Mas não é bem assim. Na imensa Mumbai, por exemplo, nove carteiras foram devolvidas ("eu ensino os meus filhos a serem honestos, assim como os meus pais me ensinaram", disse uma mãe de dois filhos). Nova Iorque também não se saiu mal e foi qualificada como a quarta mais honesta entre as cidades avaliadas.
"Toda a gente diz que os nova-iorquinos não são amigáveis, mas o povo aqui é muito gentil", declarou uma funcionária pública antes de acrescentar: "Acho que ficariam surpresos com o número de nova-iorquinos que devolveriam uma carteira numa situação dessas".
Curiosamente, grande parte das pessoas que acabaram por participar na pesquisa disseram que foi a foto de família dentro da carteira que os encorajou a procurar o dono.
Quanto à honestidade da população finlandesa, um homem explicou: "Nós somos uma comunidade pequena, unida e tranquila. Temos pouca corrupção e não precisamos nem de semáforos."

Veja então a classificação de diferentes cidades no "teste de honestidade":

  1. Helsínquia, Finlândia: 11 de 12 carteiras devolvidas
  2. Mumbai, Índia: 9/12
  3. Budapeste, Hungria: 8/12
  4. Nova York, EUA: 8/12
  5. Moscovo, Rússia: 7/12
  6. Amesterdão, Holanda: 7/12
  7. Berlim, Alemanha: 6/12
  8. Ljubljana, Eslovénia: 6/12
  9. Londres, Inglaterra: 5/12
  10. Varsóvia, Polónia: 5/12
  11. Bucareste, Roménia: 4/12
  12. Rio de Janeiro, Brasil: 4/12
  13. Zurique, Suíça: 4/12
  14. Praga, República Checa: 3/12
  15. Madrid, Espanha: 2/12
  16. Lisboa, Portugal: 1/12
 Fonte: Reader's Digest

domingo, setembro 22, 2013

0

Viagens de Autor PLV - Dentro do Segredo com o escritor José Luís Peixoto

José Luís Peixoto regressa da Coreia com um grupo Pinto Lopes Viagens
Parece que foi ontem que a Pinto Lopes Viagens convidou o escritor José Luís Peixoto para embarcar nesta aventura pela Coreia do Norte, no âmbito do nosso projecto ( pioneiro) "Viagens de Autor"!
CEO da PLV - Joaquim Bismarck Pinto Lopes
E o tempo, que passou tão rápido... Cá estamos nós, no Aeroporto de Lisboa, acabadinhos de chegar!
A curiosidade foi muita! É que fomos a primeira agência portuguesa a levar um grupo de viajantes a tão fechado destino!
Fiquem atentos! Vamos ter muitas fotos para mostrar!

segunda-feira, setembro 16, 2013

0

Sem-abrigo tornam-se guias turísticos em Londres e Barcelona

Depois de Bath e Londres, na Inglaterra, Barcelona aderiu à tendência de oferecer tours guiados pelos grandes conhecedores das ruas: os sem-abrigo
Entusiasmados com a possibilidade de conhecer a cidade como ela é, sem verniz ou disfarces, cada vez mais turistas se rendem à febre de fazer tours guiados pelos sem-abrigo. Ironicamente, também ajudam a tirá-los das ruas através da criação de empregos em agências de turismo.
Na Hidden City Tours, em Barcelona, por exemplo, os sem-abrigo vão continuar a deambular pelas ruas, mas agora como funcionários contratados. Os selecionados para as vagas de guia serão escolhidos por uma instituição de caridade e passarão por formação antes de começar a trabalhar.
Concebida pela britânica Lisa Grace, a ideia foi colocada em prática quando a crise económica assolou a Espanha e ela perdeu o emprego como consultora de marketing.
"Ao perder o emprego, percebemos o quão vulneráveis somos", disse. "Eu tive a sorte de ter o apoio da minha família, mas, para aqueles que não têm essa opção, dormir nas ruas é uma realidade assustadoramente próxima." Há mais de 3.000 sem-abrigo nas ruas de Barcelona.
A essência do projecto é a mesma de programas semelhantes, que já estão em prática no Reino Unido. Os funcionários da Secret City Tours, em Bath, são ex-moradores de rua, assim como a equipa da Unseen Tours, em Londres.
Fonte: Relax News

domingo, setembro 15, 2013

0

Château de Vaux-le-Vicomte, Maincy, França: o trailer do Palácio de Versalhes

Château de Vaux-le-Vicomte, Maincy
 “On 17 August at 6 in the evening, Fouquet was King of France; at 2 in the morning, he was nobody.” - Voltaire

Localizado na pequena comuna de Maincy, a sudeste de Paris, o Château Vaux-le-Vicomte e os seus jardins são conhecidos pela dimensão, sumptuosidade e beleza. Mas não só. Também o são por terem testemunhado a queda de um homem brilhante de nome Nicolas Fouquet, cujo êxito atraiu invejas e o fez vítima de um complot político que o conduziu, no final, à prisão perpétua. Mas não sem antes ter criado a obra-prima da arquitectura do século XVII.

quinta-feira, setembro 12, 2013

0

A PLV nos Mass Games da Coreia do Norte

O grupo de felizardos que viajou para a Coreia com o escritor José Luís Peixoto, teve uma grande surpresa: vai poder assistir aos Mass Games da Coreia do Norte! Ainda por cima, este ano é especial, uma vez que se comemora o 60º aniversário do fim da Guerra da Coreia.
Dizem que é o mais belo espetáculo coreografado do mundo! E nós, os que ficamos do lado de cá.... estamos muito curiosos para receber as fotos, os vídeos, os relatos de viagem e afins.
A surpresa deve-se ao facto deles não anunciarem previamente a data. Sabíamos que normalmente são em agosto e setembro, mas a data era sempre uma incógnita e não quisemos arriscar a inclusão no programa da viagem.

Mas o que são os "Mass Games" ou "Mass Gymnastics" ?

Numa tradução livre poder-se-ão definir como "Jogos em massa" ou "Ginástica em massa". São, basicamente, uma forma de arte cénica - com um orçamento ilimitado - onde um grande número de artistas (mais de 100.000) participam numa coreografia altamente regulamentada e sincronizada, que enfatiza a dinâmica de grupo em detrimento do desempenho individual.
Os Mass Games envolvem ginástica, dança, acrobacias, artes dramáticas, acompanhados por música, fogo de artifício e outros efeitos. Tudo isto, claro está, muito bem "embrulhado" num pacote altamente politizado.
Os estudantes começam a praticar todos os dias a partir de janeiro. O espetáculo de 90 minutos é realizado todas as noites às 19:00 e apresenta o "quadro maior do mundo 'um mosaico gigante de estudantes, cada um segurando um livro cujas páginas têm ligações com o estudante que está ao seu lado, para depois se tornar num cenário gigantesco. Quando os alunos viram as páginas, a cena ou os elementos individuais da cena, mudam, compondo páginas de um livro (cerca de 170 ).

De acordo com Kim Jong Il, a filosofia por trás dos jogos é que o desenvolvimento da ginástica em massa, é extremamente importante para criar comunistas perfeitos e para isso é necessário adquirir uma ideologia revolucionária, um conhecimento em várias áreas e um corpo e uma mente saudáveis. Estas são as qualidades básicas de um comunista. Deste modo, a ginástica em massa desempenha um papel fundamental na educação das crianças em idade escolar para que adquiram desde cedo estas qualidades, assim como um alto grau de organização, disciplina e coletivismo.
Estas crianças, conscientes de que um único deslize na sua ação individual pode estragar o desempenho da ginástica em massa, fazem todos os esforços para subordinar todos os seus pensamentos e ações, ao coletivo.

Veja aqui o vídeo dos Mass Games 2013



terça-feira, setembro 10, 2013

0

Postal de Viagem enviado por Emília Seabra, sobre a viagem "Berlim, Dresden e Potsdam"

Postal de Viagem "Berlim, Dresden e Potsdam"

«O passeio a Berlim, Dresdan e Potsdam em que participei com um grupo da ASSP de Coimbra foi excelente. Para recordar uma guia 5 estrelas , Marion de Franke, envio a sua foto acompanhada do Freddy.» Emília Seabra

sexta-feira, setembro 06, 2013

0

Memorial do Holocausto, Berlim, Alemanha

Mesmo os episódios mais negros da história precisam de ser recordados. E perpetuar a gravidade de um deles na memória comum é o objectivo do Memorial do Holocausto, estabelecido bem no centro de Berlim para dar aos mais de seis milhões de judeus que morreram às mãos dos nazis a posição privilegiada de que não gozaram na altura.

quinta-feira, setembro 05, 2013

0

Lalibela ou “Jerusalém da Etiópia”

“Custa-me escrever mais sobre estes monumentos, pois me parece que se continuar ninguém acreditará em mim.”
- Padre Francisco Álvares, primeiro europeu a ver as igrejas de Lalibela, na expedição portuguesa à Etiópia de 1520

Por que razão é que uma pequena cidade do norte da Etiópia, sem grande riqueza ou influência, goza de fama mundial? A resposta está no seu conjunto de igrejas monolíticas, cujas dimensões monumentais tornam quase impossível acreditar que foram integralmente esculpidas na rocha, com recurso a meros martelos e formões. É por isso que deram origem a inúmeras lendas e que estão classificadas como Património da Humanidade desde 1978, embora alguns considerem este título insuficiente e prefiram apelidá-las de “oitava maravilha do mundo”.

domingo, setembro 01, 2013

0

Fosso dos Ursos, Berna, Suíça

Fosso dos Ursos, Berna, Suíça
Até ao ano de 2009, uma dúzia de ursos-pardos foi mantida num covil de 3,5 metros de altura, o Bärengraben ou Fosso dos Ursos, que, apesar de não possuir as condições mínimas para acolher os animais, foi durante séculos uma das principais atracções turísticas de Berna, na Suíça. Hoje, a realidade dos ursos já é melhor. Dispõem de um parque de 6 mil m2 ao longo do rio Aare, onde podem correr, pescar, brincar e regressar ao antigo covil sempre que desejarem.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...