domingo, agosto 04, 2013

0

Pamukkale - Os fenómenos naturais da Turquia II




Se Capadócia é um campo de “chaminés de fadas”, Pamukkale é um “castelo de algodão”. A sua colina de 200 metros e os depósitos calcários que dela brotam, de diferentes tamanhos e feitios e com água à temperatura mais agradável que possa imaginar, são de um branco imaculadíssimo. Mas o verdadeiro espectáculo sucede quando a luz solar os dota de mil e uma cores, tornando a paisagem (ainda mais) digna de um postal.
Pamukkale é Património da Humanidade da UNESCO desde o ano de 1988, mas a sua história é bem mais antiga do que isso. O poder terapêutico das águas da região (a antiga Hierápolis) era um dado adquirido já no tempo dos romanos, que ali se deslocavam com o objectivo de curar as suas maleitas. Hoje em dia, porém, é meramente por recreação que os turistas acedem àqueles depósitos, que servem como autênticas piscinas naturais.
Todo este esplendor tem, evidentemente, uma explicação. Resulta de uma fractura tectónica de onde surgem nascentes termais, com água a chegar aos 35°C e extremamente rica em cálcio. Esta água, ao acumular-se na colina e arrefecer, dá origem aos penhascos encantadores e de formatos imprevisíveis que por todo lado se vêem, a cascatas e a estalactites de um branco luminoso.
São seis quilómetros de pura beleza ao longo das cidades de Pamukkale e Karahayit. Quem é que visita a Turquia e passa ao lado desta maravilha?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...