segunda-feira, agosto 12, 2013

0

Mosteiros de Bucovina, Roménia

Mosteiro Povesti
O que mais impressiona nos mosteiros de Bucovina, no nordeste da Roménia, não é a dimensão, o estilo ou a construção. É a decoração das paredes exteriores, cobertas com magníficos frescos dos séculos XV e XVI, que, por não terem paralelo e resistirem às vicissitudes do tempo, gozam de fama por toda a Europa.
Mosteiro Humor
Os frescos dos mosteiros de Bucovina são considerados uma das obras-primas da arte bizantina e tinham, na altura em que foram pintados, mais do que uma mera função decorativa. Repletos de cenas da Bíblia e da vida de Jesus, de retratos de santos, apóstolos, anjos e demónios, pretendiam essencialmente transmitir os ensinamentos da religião cristã ortodoxa aos habitantes das aldeias, por intermédio de imagens.
Mosteiro Moldovita
Uma das características que valeu a oito destas igrejas o título de Património da Humanidade da UNESCO (em 1993 e 2010) foi a harmoniosa conjugação entre a sua arquitectura, as suas cores, o incrível traçado dos seus frescos e o meio natural envolvente. Embora se situem todas num raio de 60 quilómetros a partir de Suceava, a antiga residência dos príncipes da Moldávia, são muitas e impossíveis de visitar devidamente num único dia. Damos-lhe, no entanto, uma dica: as que valem mais a pena são as dos mosteiros de Voronet, Sucevita, Suceava, Humor e Moldovita, pelo seu surpreendente estado de conservação.
Mosteiro Voronet
O mais famoso dos mosteiros de Bucovina é, provavelmente, o de Voronet, construído em 1487 por Estevão o Grande para celebrar a vitória sobre os turcos da Valáquia e o estabelecimento da nova cidade em menos de quatro meses. Os fabulosos frescos interiores e exteriores são o motivo por que o mosteiro ficaria conhecido como “a Capela Sistina do Leste” e o seu azul é tão intenso e tão ímpar que parece ter criado uma nova tonalidade nas paletas: o “azul de Voronet”.
Mosteiro Sucevita
Já o mosteiro de Sucevita difere dos restantes por uma das suas paredes exteriores se encontrar vazia, desprovida de frescos. Conta-se que tal se deve ao facto de um dos pintores ter falecido ao cair do andaime e a obra ter sido, por isso, descontinuada. Este mosteiro, rodeado por paredes e torres com uma altura imensa, assemelha-se muito a uma fortaleza e é o único deste conjunto a possuir uma representação em fresco da Escada da Divina Ascensão.

Sabia que…

… no mosteiro de Voronet, as visitas guiadas são dadas por freiras que ali se instalaram no ano de 1991?
… essas mesmas freiras dão workshops de pintura de frescos aos interessados?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...