terça-feira, agosto 13, 2013

0

Lago Bled, Eslovénia: beleza paradisíaca e entretenimento para todos os gostos

“Nowhere in the world is there a more lovely place, than this paradise and its surroundings.”
- France Prešeren, poeta esloveno

O Lago Bled, localizado no noroeste da Eslovénia junto aos Alpes Julianos, é um daqueles raros locais de que é possível desfrutar em qualquer altura do ano. No Verão, o calor do sol quebrado pela brisa e a natureza em redor, reflectida nas águas límpidas do lago, conjugam-se para formar um cenário edénico. No Inverno, a paisagem não é menos gloriosa, com as montanhas e a igreja da ilhota central cobertas de neve, e o lago transforma-se numa enorme plataforma de gelo que abre caminho aos amantes da patinagem.

O nome Bled foi ouvido pela primeira vez há mil anos atrás, em 1004, quando Henrique II, do Sacro Império Romano-Germânico, doou aquela região à diocese de Brixen. Mas Bled começou a ganhar reconhecimento internacional apenas quando o hidropata suíço Arnold Rikli instalou lá o seu sanatório e o fez crescer ao longo de mais de meio século. Na segunda metade do século XX, Bled havia-se tornado uma das residências protocolares do Estado e palavras sobre a beleza daquele resort alpino rodavam há muito tempo o mundo.

Para além do ski e da patinagem, o remo é um desporto com muita adesão em Bled, que chega, inclusivamente, a ser palco de várias competições internacionais. Contudo, para os que preferem actividades mais calmas, há também diversas opções, entre as quais um passeio em carruagem à volta do lago ou a visita à igreja gótica e ao sino que realiza os desejos de quem o toca, que ficam na ilha central. Esta está à distância de uma viagem em pletna, o barco típico.

“Love is in the air”

Coincidência ou não, muitos escolhem casar-se na igreja da ilha de Bled, que ocupa hoje o lugar de um antigo templo dedicado a Živa, deusa eslava do amor e da fertilidade. O que não se sabe é se alguns não se arrependem pelo caminho, pois manda a tradição que o noivo carregue a futura esposa pelos 99 degraus da escadaria que leva à igreja. A sorte ficará completa quando tocarem o seu sino, com uma história muito fora do comum.

Reza a lenda que o sino foi originalmente ideia de uma mulher residente em Bled, cujo marido tinha sido assassinado por um grupo de assaltantes e o seu cadáver atirado ao lago. Foi a forma que encontrou de lhe prestar uma última homenagem. Todavia, o sino encomendado afundou-se antes de chegar ao destino, juntamente com o barco e o homem que o conduzia, e, devastada e já sem quaisquer poupanças, a viúva mudou-se para Roma e tornou-se freira. Algum tempo depois de falecer, a sua saga chegou aos ouvidos do Papa, que decidiu dotar a igreja de Bled de um sino novo, acrescentando que quem o tocasse três vezes e acreditasse em Deus veria os todos os seus desejos realizados.

Será? Não se perde nada em experimentar.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...