sexta-feira, agosto 02, 2013

0

Capadócia - Os fenómenos naturais da Turquia I

 
Demasiado belas e elaboradas para serem uma obra fortuita da natureza, as formações rochosas de Capadócia, no coração da Turquia, foram objecto de histórias e lendas durante anos a fio. Não é por acaso que são chamadas de “chaminés de fadas”, mas sim devido às lendas mais antigas, que as imaginavam como havendo sido desenhadas por varinhas de condão. Muito se conjecturou e conjectura, mas o certo é que esta região árida e despovoada mereceu o título de Património da Humanidade da UNESCO em 1985 e é uma das mais atractivas em todo o território turco.
Na verdade, a explicação para estas formações é até muito lógica e um processo eminentemente natural: a erosão. É que ali existiam, noutros tempos, vulcões, e as grandes quantidades de lava e de cinzas por eles libertadas deram origem a um tufo macio, que cobria as terras. Esta camada foi sendo moldada por acção do vento e da chuva (isto é, erodida) e transformada na surpreendente paisagem que hoje conhecemos. Mas o Homem também deu o seu toque à região…
Na época em que eram perseguidos, os primeiros cristãos fizeram das construções em Capadócia o seu esconderijo, dando continuidade à escavação natural e convertendo-as em autênticas casas e mosteiros que incluíam até frescos bizantinos. Passagens e cidades subterrâneas foram cavadas, felizmente sem interferir com a obra natural pré-existente.
 
Capadócia também foi conhecida como o “país dos cavalos magníficos”, nomeadamente quando estava sob o domínio persa e os impostos eram pagos com cavalos. Hoje, de cavalos não há rasto, mas muitas outras actividades fazem as delícias dos visitantes. Contemplar as chaminés de fadas a partir de um balão de ar quente, a fantástica decoração das igrejas ou um dos mais espantosos pores-do-sol de todo o mundo são apenas algumas delas.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...