quarta-feira, julho 03, 2013

0

Swarovski Crystal Worlds, Wattens, Áustria


Já alguma vez imaginou como seria estar no interior de um cristal? É a sensação proporcionada pela Cúpula de Cristal, uma câmara revestida com 590 espelhos que produzem um hipnotizante espectáculo de luz e de cor, ao som da música de Brian Eno. E esta é apenas uma das muitíssimas atracções de Swarovski Crystal Worlds, um complexo dedicado à arte e aos cristais que, em 18 anos, se tornou o segundo museu mais visitado de toda a Áustria.
O Swarovski Crystal Worlds foi fundado em 1995 para comemorar os 100 anos do incrivelmente bem-sucedido negócio de Daniel Swarovski e para oferecer uma viagem pelo mundo dos cristais, quer aos amantes da marca, quer aos que se deixam encantar por ambientes oníricos e arte bem conseguida. Desde então, atraiu 11 milhões de visitantes de todo o mundo, sendo ultrapassado unicamente pelo Palácio de Schönbrunn, no que à Áustria concerne.

O grande símbolo do Swarovski Crystal Worlds é “O Gigante”, um rosto de enormes dimensões, de cuja boca irrompe uma cascata. Os imensos jardins à sua volta são por si só um deleite para os visitantes, graças às fabulosas paisagens e aos eventos que os enchem de vida durante todo o ano, como por exemplo workshops, exposições de arte, concertos, jogos e picnics para as famílias. O maior atributo do museu é outro, porém. São as 14 Câmaras das Maravilhas subterrâneas, que se escondem para lá d’O Gigante e foram concebidas pelo multifacetado André Heller, responsável pelo complexo, em parceria com uma série de outros artistas convidados.

Nessas câmaras foram criadas instalações de arte muito diversificadas, mas baseadas num mesmo elemento: o cristal. AQUI é possível fazer uma visita virtual a todas elas, inclusive à mencionada Cúpula de Cristal. Outras merecedoras de destaque são: o Teatro Mecânico, onde peças de roupa organizam o seu próprio desfile de moda, pavoneando-se tal e qual modelos numa passerelle; o Cristaloscópio, o maior caleidoscópio do mundo; e Reflections, a câmara que passa em revista, em 48 faces de polígonos, a história dos cristais, técnicas de lapidação e o porquê de estes tanto cativarem a ciência e o público em geral.

E, claro, o maior cristal do mundo, com 62 kgs, também está ali exposto. A Swarovsky Crystal Worlds é um mundo completamente à parte, repleto de brilho, um hino ao requinte, e está a uns meros 20 minutos da capital do Tirol, Innsbruck.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...