sábado, julho 27, 2013

0

Fin Garden, Kashan, Irão: o Paraíso manchado de sangue


O Bagh-e Tarikhi-ye Fin Garden (ou, abreviadamente, Fin Garden), numa pequena aldeia nove quilómetros a sudoeste de Kashan, no Irão, poderia perfeitamente ser conhecido por qualidades: a grandeza dos seus pavilhões, a beleza colorida das suas árvores e dos seus canteiros de flores, a frescura da sua água, que, por toda a parte, corre em canais cobertos com azulejos azuis e origina inesperadas fontes. Mas não. Embora espelhe a versão persa do paraíso, este jardim ganhou fama, em vez disso, pelos motivos mais atrozes…

Foi em 1852 que o Fin Garden ficou a ser também conhecido como Jardim de Amir Kabir, por ter sido o local do assassinato deste nacionalista iraniano. Amir Kabir (cujo verdadeiro nome era Mirza Taqi Khan) foi primeiro-ministro durante o reinado de Nasir od-Din Shah e adorado por modernizar altamente os campos da educação e da administração. Não caiu, no entanto, nas boas graças da mãe de Nasir od-Din, que persuadiu o xá a afastar Amir Kabir do seu cargo político e a fazê-lo prisioneiro no Fin Garden. O primeiro-ministro acabaria por ser assassinado na casa de banhos, dizem que por ordem do xá. Mas as circunstâncias da sua morte não são absolutamente claras, visto haver também quem afirme que ele cortou os pulsos.
Seja como for, o Fin Garden é considerado um dos melhores e mais bonitos jardins do Irão e, ao longo dos seus 23 mil m2, deparamo-nos com as mais variadas maravilhas. No centro ergue-se o Shotorgaluye Safavi, um pavilhão de dois andares construído para Abbas I, xá que determinou o layout actual do jardim. Atrás do complexo está o Lasegah, uma enorme piscina octogonal que recebe água das montanhas Karkas e a remete para os canais e fontes de todo o jardim e para as áreas envolventes. O museu Kashan, da segunda metade do século XX, contempla preciosidades arqueológicas, históricas e até etnológicas. E, um pouco por todo o lado, ameixoeiras, cerejeiras, macieiras, amendoeiras, ciprestes, plátanos e uma quantidade infinita de flores embelezam este monumento venerado pelos nacionais.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...