quarta-feira, fevereiro 20, 2013

0

Templo de Lótus, Índia

No coração de Nova Deli, uma flor de lótus com 40 metros de altura e 27 pétalas em mármore branco flutua na água... ou, a sermos mais exactos, é cercada por nove enormes piscinas que dão ao visitante essa sensação. O Templo de Lótus, ou Baha'i Mashriqu'l-Adhkár, abriu ao público em 1986 e recebeu desde então cerca de 70 milhões de pessoas, tornando-se num dos edifícios mais visitados em todo o mundo.
Quem se questionar por que motivo Fariborz Sahba, arquitecto iraniano-canadense, escolheu a flor de lótus para dar forma a este complexo arquitectónico encontrará facilmente a sua resposta nos últimos escritos sânscritos. Os poetas tinham por hábito comparar o rosto das suas heroínas a esta flor, símbolo extremo da beleza e da perfeição. Não é por acaso que os visitantes do templo ficam simultaneamente assoberbados com a sua grandiosidade e delicadeza.

O Templo de Lótus foi edificado em homenagem à crença Bahai, mas a sua essência universal e tolerante valeu-lhe, em muitíssimas situações, o título de “Taj Mahal do século XX”. Com efeito, pessoas de todas as religiões são ali bem-vindas e convidadas a rezar – ainda que silenciosamente – segundo o seu credo. Nem a nacionalidade nem o estrato social são, nesta situação, entraves, respeitando-se os princípios Bahai's de unidade, de aproximação dos homens e de eliminação de todo o tipo de preconceito.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...