quinta-feira, outubro 18, 2012

0

Fallas de Valência - Espanha



As Fallas são – literalmente – o evento mais explosivo de Valência. Todos os anos em Março, a Primavera é recebida de uma forma muito peculiar: com a queima de dezenas de imponentes (e, sobretudo, divertidas) esculturas, algumas com 20 metros de altura, que são chamadas de ninots.
Os ninots têm normalmente um carácter satírico e fazem referência a pessoas ou acontecimentos que, por serem supostamente imorais, precisam de se purificar – daí o serem queimados. Neste festa, o barulho intenso dos foguetes mistura-se com o cheiro da pólvora para criar um ambiente  animado, verdadeiramente inebriante e responsável por muitas directas em plena rua.

Os ninots competem entre si e são premiados, mas só um escapa ao destino fatídico na noite de 19 de Março: aquele que vencer. Embora as Fallas sejam um tributo a São José, santo padroeiro dos carpinteiros, é em honra da “Mare de Déu dels Desemparats” ou Virgem dos Desamparados que o espectáculo pirotécnico pára por breves momentos. Os festeiros colocam então cravos a seus pés, em tão grande quantidade que o monte chega a atingir 14 metros.
Contudo, não é só durante as Fallas que a Virgem dos Desamparados, santa padroeira da cidade, é homenageada pelos valencianos. Ao segundo Domingo do mês de Maio, tem lugar a festa que lhe é especialmente dedicada.
Entre o fogo-de-artifício, as missas, as canções e as danças, o momento mais importante da festa é, sem dúvida alguma, a procissão em que a Virgem é levada da Basílica até à Catedral, passando pela praça central sobre um verdadeiro tapete vermelho, feito de pétalas de flores.
Mas um nome muito mais interessante – e carinhoso – que se dá a esta santa é Geperudeta, devido à sua estatura curvada.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...